Alcides Nóbrega Sial

Alcides Nóbrega Sial, filho de Albérico Sial e Maria do Carmo Nóbrega Sial, nasceu em Recife, em 14 de dezembro de 1942. Ingressou na Escola Preparatória de Cadetes do Exército em 1960, onde permaneceu por 3 anos. Graduou-se em Geologia pela Universidade Federal de Penambuco (UFPE) em 1966, onde vem trabalhando desde então. Seu interesse por petrologia ígnea e geoquímica foi despertado ainda como estudante de graduaçao pelo Professor A. Bhaskara Rao, e, posteriomente, pelo Professor Ian MacGregor, seu orientador da tese de doutorado, desenvolvida na Universidade da Califórnia, Davis, EUA. Nesses anos de doutoramento, recebeu também influência do Professor Eldridge Moores no que se refere à teoria de placas na evolução tectônica do globo. Durante três períodos de pós-doutorado nos Estados Unidos (Universidade do Texas, Austin, 1977-1978, Universidade da Georgia, Athens, 1983 e 1985) desenvolveu estudos isotópicos e geoquímicos sobre granitos do nordeste do Brasil, como ferramenta para a compreensão de evolução petrológica das principais séries graníticas da região. Na última oportunidade, construiu, com a ajuda do Professor David B. Wenner, duas linhas de extração de O e C de silicatos e carbonatos, transferidas posteriormente para o Brasil, onde fundou o Laboratório de Isótopos Estáveis, único no país preparado para extração de isótopos de oxigênio em silicatos. Completou sua formação com estágios em Portugal, Canadá e Japão, este último indicado pela ABC. Tem desempenhado importante papel na consolidação da pesquisa sobre rochas graníticas e aplicação de isótopos estáveis nas Geociências, dentro e fora da UFPE, tendo assumido nos últimos anos posição de liderança no País sobre essa matéria. Exerceu papel fundamental na solidificação da pós-graduação em Geociências da UFPE, onde ocupa a função de coordenador desde 1990, tendo sido o mentor da criação do curso em nível de doutorado, em sua área de especialização, petrologia. Orientou 16 Mestres e co-orientou 5 outros (dos quais 3 de Universidade americanas) e 8 doutores, (3 dos quais de universidades americanas), tendo participado de cerca de 50 bancas examinadoras, 3 ds quais no exterior. Publicou cerca de 170 trabalhos científicos, incluindo artigos, resumos expandidos e resumos, publicados em revistas e congrssos nacionais e internacionais, e 1 livro sobre petrologia ígnea, em co-autoria com Ian Mcreath. Pertence ao corpo editorial de 6 periódicos científicos nacionais na área de Geociências. É afiliado a 15 sociedades científicas, das quais 10 internacionais. Foi biografado pelo Who’s Who in the World e pelo American Biographic Institute, do qual passou então a fazer parte, em 1990, do Boarding of Advisory. Foi membro da C.A. em Geociências no CNPq (1979-1982; 1996-1998), do Conselho Deliberativo do CNPq como representante da ABC (1991-1993), coordenador adjunto na CAPES, área de Geociências (1993-1995), membro de 4 CA’s do PADCT/GTM, do Conselho Superior da FACEPE (1991-1993). É assessor da FAPESP, FAPERGS, FAPDF, FAPERJ, FUNCAP e membro do Grupo Técnico (TG) do PADCT/GTM, da Comissão Coordenadora do PRONEX e do “Granite Committee” do Internacional Association of Volcanology and Earth’s Interior (IAVCEI). Tem três filhos.